quarta-feira, 15 de junho de 2016

ESPELHOS

Um dos maiores conflitos que enfrentamos é poder responder a seguinte frase: “Ser ou não ser, eis a questão” (William Shakespeare). Dizer se sou ou não é até simples, o complicado é a segunda questão que surge: “Se sou, o que sou?” Como posso responder a isto se não me conheço nem me entendo? Sigmund Freud diz: “Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons.” 

 Ele entendeu direitinho o que o apóstolo Paulo diz em Romanos 7:18-20 (ACF):
“Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.”
Somos meros pecadores que, por nós mesmos, não conseguimos realizar nenhum ato de bondade. Quando o fazemos acabamos buscando reconhecimento, envaidecermo-nos de nós mesmos.
Mas eu quero te convidar a utilizar outro espelho, uma nova imagem que vai refletir sua mente, seu coração e sua alma. Esse espelho é Jesus. 

“Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus... Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.”
(1Coríntios 2:12,16 ACF)

Hoje ao se olhar no espelho o que você verdadeiramente vê? Ainda existem conflitos sobre quem você é e para onde está indo? Se essas perguntas ainda são frequentes em seu coração, há uma direção eficaz, a oração. Ore e apresente à Cristo o que seu espelho reflete e deixe-O mudar sua imagem refletida.

Deus nos abençoe!

Heitor Souza 
Seminarista Sibi

Nenhum comentário:

PERDÃO

Entrando Jesus num barco, atravessou o mar e foi para a sua própria cidade. Alguns homens trouxeram-lhe um paralítico, deitado numa cama....